Montadoras chinesas entram de verdade no mercado brasileiro

Novas montadoras chinesas

A chegada de novos carros chineses no Brasil está fazendo com que haja uma grande mudança no setor automóveis nacional. O principal foco das montadoras chinesas são os veículos elétricos, prometendo revolucionar o mercado mundial. Saiba mais sobre a chegada das montadoras chinesas no Brasil.

Olho nos carros elétricos

Montadoras com GWM, BYD e a Chery vem crescendo em todo o mundo. A BYD por exemplo está no topo das montadoras de veículos elétricos, superando a Tesla em vendas no ano de 2023.

Os carros elétricos cresceram muito no Brasil, em dezembro de 2022 foram vendidos no território nacional aproximadamente 6.000 veículos. Já em dezembro de 2023, teve um aumento de quase 191% em vendas, alcançando em torno de 16.000 veículos vendidos.

Previsões indicam que cada vez mais tenham a presença de carros elétricos inseridos na cultura do brasileiro.

(Foto: Divulgação/ BYD)

Investimento das montadoras no Brasil

A empresa BYD, aproveitou a saída da Ford em sua fábrica na Bahia e assumiu a fábrica, prometendo investir R$ 3 bilhões. A montadora chinesa além de fabricar automóveis, produz também baterias e componentes para os veículos elétricos.

Segundo a CEO da BYD das américas, Stella Li, declarou que além desses investimentos, pretendem investir em caminhões e ônibus elétricos, além de fazer instalações em Campinas- SP e em Manaus -AM.

Com quase 2 milhões de veículos produzidos no mundo, a marca promete mais investimentos no Brasil.

A BYD tem entre seu portifólio de veículo no Brasil os automóveis de entrada, BYD Dholphin, além de outros modelos como BYD Seal, BYS HAN, entre outros.

A CAOA é a responsável pela Chery no Brasil, e pretende ampliar sua fábrica em Anápolis- GO, pretendendo investir em torno de R$ 3 bilhões nos próximos 5 anos no mercado brasileiro.

Por ter mais tempo no Brasil a Chery já tem alguns veículos no mercado nacional, como o Tiggo 5x pro, Tiggo 7x Pro, Arrizo 6, entre outros veículos.

Já a GWM (Great Wall Motors), com carros já lançados como Haval e o ORA SKIN, anunciou investimento de R$ 10 bilhões no Brasil, cerca de R$ 4 bilhões de 2022 a 2025 e R$ 6 bilhões entre 2026 e 2032.

Complete sua leitura: Empresas chinesas avançam no Brasil e já têm 30% do mercado de elétricos

Disputa com montadoras estabelecidas no Brasil

O mercado brasileiro desde 2019 vem aumentando os valores dos veículos no mercado. Com a alta dos preços dos automóveis, em 5 anos o valor do automóvel no Brasil teve aumento de incríveis de 89,8%.

Diante de um mercado tão inflacionado, as montadoras chinesas prometem entregar o que há de melhor em tecnologia e acabamento por preços altamente atrativos.

Espera-se que com a entrada massiva dos chineses no mercado brasileiro, obtenha uma redução nos preços dos veículos, tantos nacionais como importados.

A obsolescência de alguns carros já é uma realidade e vem perdurando anos no Brasil, com tecnologias de segunda linha,  e com isso as montadoras já estabelecidas aqui no Brasil vão precisar buscar inovações ou colocar preços mais competitivos. Espera-se que ocorra uma baixa nessa frota superfaturada de automóveis que é praticada atualmente.

Com a chegada das montadoras chinesas, criou-se uma expectativa de crescimento no mercado. Acredita-se que algo em torno de 5% a 10% de crescimento, tanto na procura de veículos novos, como também aumento do mercado de seminovos.

No mercado de usados, existe uma estimativa de vendas de 10 milhões de comercializações, o que envolve um crescimento em torno de 5% em relação a 2023.

Há uma previsão de queda sobre a taxa de juros em 2024 (como ocorreu em 2023), fazendo com que a procura de veículos aumente, devido ao maior alcance que a população terá com a redução do juros.

 

Leia também: Automação e inteligência artificial nos dias atuais e seus impactos

 

 

Post Comment