Quem foi Mahatma Gandhi?

(Mahatma Gandhi – Getty Images)

Mahatma Gandhi é reverenciado na Índia e em todo o mundo como uma figura de grande representatividade na luta pela liberdade, paz e justiça. Seu legado continua a inspirar movimentos sociais e defensores dos direitos civis em todo o mundo. Veremos mais sobre ele a seguir.

Sua História

Mahatma Gandhi, cujo nome completo era Mohandas Karamchand Gandhi, foi um líder político e espiritual indiano que desempenhou um papel crucial no movimento de independência da Índia do domínio britânico. Ele nasceu em 2 de outubro de 1869, na Índia, e foi assassinado em 30 de janeiro de 1948 aos 78 anos de idade.

Seu pai, Karamchand Gandhi, era o primeiro-ministro de Porbandar, onde nasceu, e sua mãe, Putlibai, era uma mulher devota.

Sua família foi seguidora da fé hindu e Gandhi sempre pertenceu a um ambiente com espiritualidade. Sua mãe desempenhou um papel significativo em sua formação espiritual, ensinando-lhe os princípios do hinduísmo e a prática da não-violência.

Gandhi se casou aos 13 anos, conforme costumes da época os casamentos eram arranjados, sua esposa tinha apenas 14 anos.

Vida acadêmica

Decidido a se tornar advogado, mudou-se para Londres, deixando sua família. Dedicou-se a conhecer mais sobre o hinduísmo e, além disso, tornou-se vegetariano ao ingressar na London Vegetarian Society.

Após conclusão de seus estudos, retornou a Índia e atuando na advocacia, não prosperou. Com isso, buscou novas experiências e novas oportunidades, dessa vez na África do Sul, local onde o transformou em uma  figura reconhecida.

Permaneceu na África do Sul por 21 anos, atuando na defesa dos indianos e a não violência, período em que sofreu inúmeros episódios de discriminação racial.

A morte

No dia 30 de janeiro de 1948, ficou marcado na história, o dia do assassinato do líder espiritual mais conhecido do mundo. Sua morte teve grande impacto na Índia.

Godse, o assassinou com três tiros a queima roupa, que não resistiu e morreu instantaneamente. Condenado a morte, Godse foi executado em 1949.

A motivação da sua morte se deu por divergências políticas e religiosas. Godse via Mahatma Gandhi como aliado aos muçulmanos, e ele discordava das políticas de não violência e reconciliação de Gandhi.

Ele é lembrado como um líder pacifista e defensor dos direitos civis, cujo legado continua a inspirar movimentos de não violência em todo o mundo. O aniversário de sua morte, 30 de janeiro, é comemorado na Índia como o Dia dos Mártires em sua homenagem.

(Gandhi – Getty Images)

Legado de Gandhi

Não Violência: Ele acreditava que a resistência deveria ser pacífica e que seria a arma mais poderosas para conquistar a justiça e a liberdade. Esse princípio da não violência inspirou líderes de movimentos de direitos civis, como por exemplo Martin Luther King Jr.

Desobediência Civil: Defendeu a desobediência civil como um meio de protesto contra leis que considerava injusta. Organizou ainda campanhas de não cooperação como a Marcha do Sal, para desafiar as políticas coloniais britânicas.

Unidade Religiosa e Tolerância: Gandhi promovia a unidade entre diferentes comunidades religiosas na Índia. Buscava harmonia entre hindus, muçulmanos, cristãos e outras comunidades religiosas.

Simplicidade e Autossuficiência: Gandhi viveu uma vida simples, renunciando a luxos e enfatizando a autossuficiência.

Luta pela Independência Indiana: Gandhi desempenhou um papel fundamental na luta pela independência da Índia do domínio britânico.

Inspiração para Movimentos Sociais: O legado de Gandhi influenciou uma variedade de movimentos sociais em todo o mundo, incluindo os movimentos pelos direitos civis nos Estados Unidos, a resistência contra o apartheid na África do Sul e lutas por justiça social.

Leia também: Porque os Judeus são prósperos?/ Líderes mundiais mais conhecidos 

Post Comment